Logo que comecei a pesquisa para fazer meu primeiro mochilão, encontrei alguns vídeos da Verônica Farias no Youtube falando sobre o assunto. Ótimos vídeos com dicas muito boas para quem já é ou está se tornando adepto da vida mochileira e das viagens independentes.

Através dos vídeos descobri que a Verônica também escreveu um livro sobre mochilão, o “Meu pé que me leva pelo mundo”.

O tempo passou, criei o blog, fiz meu mochilão e em outubro do ano passado resolvi tentar a sorte e entrei em contato com a Verônica para ver se ela poderia dar uma entrevista aqui para o Eu Vou de Mochila.

Para minha surpresa, a Verônica foi de uma simpatia enorme e além de conceder a entrevista, que você pode conferir aqui, também me enviou um exemplar de seu livro com autógrafo, dedicatória e tudo!

Acabo de ler o livro pela terceira vez e não poderia deixar de comentá-lo aqui no blog.


O livro é curto e de fácil leitura, mas não deixa a desejar nas informações. Muito bem escrito, recomendo para quem ainda não sabe nada à respeito da arte de mochilar e para os já profissionais no assunto.

Também pode ser uma ótima opção para levar durante a viagem, já que o livro é pequeno, leve e server como guia.

A autora começa o livro instigando o leitor, dando uma pequena introdução e falando dos benefícios que existem ao se fazer um mochilão.

Nos capítulos subsequentes, o livro segue a ordem do planejamento de um mochilão, falando primeiramente do planejamento e montagem do roteiro. Dá uma boa noção sobre gastos em geral, inclusive deixa claro que o sistema de saúde fora do Brasil é muito caro, informação que é importante todo mundo saber.

Em seguida também dá ótimas dicas sobre arrumar a mala, quais documentos levar além de “como se comportar” no destino, dormir, comer, tirar fotos e ainda os cuidados que se deve tomar quando se está em outro país, com uma outra cultura e que tem uma certa imagem do povo brasileiro.

Percebe-se claramente durante todo o livro, a paixão da autora por esse estilo de viagem, falando dos sentimentos e sensações bem como relatos de experiências que já viveu em suas viagens e fotos de todos os lugares que ela já esteve (que são muitos), o que faz com que a leitura seja ainda mais interessante, porque dá uma vontade de conferir, ver se isso realmente funciona e sair por esse mundo com uma mochila nas costas.

No final do livro ainda tem algumas páginas como se fosse um bloco de anotações, que poderá ser usado durante um planejamento ou durante uma viagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...