Um final de semana em São Paulo – Parte 1

Escultura de Antony Gormley

Escultura de Antony Gormley

Há muito tempo a Bruna e eu temos vontade de “turistar” na maior cidade brasileira, São Paulo. Apesar de morarmos apenas há 100km de distância e ter ido diversas vezes para a capital paulista, havia muitos lugares que não conhecíamos.

Isso mudou há algumas semanas, quando fomos participar do Encontro dos Viajantes, um evento muito legal realizado mensalmente pela galera super gente boa do Quatro Cantos do Mundo.

Nesse, que foi o 22° Encontro, tivemos algo a mais! Fizemos um roteiro com dois walk tours durante o final de semana e pudemos conhecer um pouco mais dessa cidade incrível que é São Paulo.



O encontro da galera aconteceu no Metrô República, onde pude rever alguns blogueiros, como a Dani do Dicas & Turismo e a Roberta do Territórios; e também pude conhecer o Éder e o Paulo do Quatro Cantos do Mundo, o Junior do Diário de Mochileiro, a Luciana do Roteiros da Lu e o Fabio do Intrip. Após apresentações e uma conversa ainda um pouco tímida começamos nossas andanças pela cidade.

Saímos da estação direto na Praça da República, onde estava acontecendo uma feirinha com venda de artesanatos. Não paramos na feira, fomos andando pela Av. Ipiranga para podermos ver dois edifícios históricos da cidade.

O primeiro foi o Edifício Itália, patrimônio histórico muito famoso pelo restaurante localizado no topo do edifício, o Terraço Itália.

Edifício Itália


O segundo foi o Edifício Copan, projeto de ninguém menos que Oscar Niemeyer, muito bonito pela sua forma sinuosa, é atualmente o maior edifício residencial da América Latina.

Edifício Copan

Edifício Copan


Caminhamos então até a Praça Ramos de Azevedo, para podermos apreciar a beleza arquitetônica do Theatro Municipal, que também é patrimônio histórico da cidade. Já havia passado em frente ao teatro, mas nunca parado para contemplar sua construção. Apesar de não entender nada de arquitetura, achei a construção muito bonita! Na esquina em frente ao teatro está localizado o Shopping Light, antiga sede da companhia Light.

Theatro Municipal

Shopping Light


Continuando nossa caminhada, chegamos ao Viaduto do Chá. De lá temos a vista do Anhangabaú, da Praça da Bandeira, e da Prefeitura de São Paulo.

De lá partirmos para o Páteo do Colégio, local onde foi fundada a cidade de São Paulo.


Bruna correndo




A próxima parada foi a Praça da Sé, onde está localizado o Marco Zero do estado e a Catedral da Sé.

Nunca tinha ido à catedral e achei muito bonita, principalmente do lado de dentro onde podíamos ver os vitrais iluminados pela luz externa.

A praça estava cheia de pessoas estranhas e pedintes, fiquei um pouco triste em ver essa situação.

Alguns orelhões da praça eram verdadeiras obras de arte, parte de uma campanha que reuniu vários artistas para alertar sobre a importância desses equipamentos. Com os orelhões dessa forma, espera-se diminuir o vandalismo que destroem os orelhões.


Praça da Sé Catedral da Sé

Marco Zero





Chegando a hora do almoço, rumamos para o bairro da Liberdade, tradicional bairro oriental com seus postes característicos, suas lojas, a feira e claro, deliciosos restaurantes. Fomos até o Restaurante Nandemoya, na rua Américo de Campos. O que achei legal é que eles servem comida japonesa, chinesa e brasileira, então agrada à todos!

Bairro da Liberdade


Muito bem alimentados, fomos para a Casa Natura para a apresentação do Junior sobre a Colômbia no Encontro dos Viajantes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...