mochileiro, aprendiz, aventureiroAo me deparar com a capa de um livro até então desconhecido, com o título “Mochileiro, Aprendiz, Aventureiro” não tive outra opção a não ser compra-lo na mesma hora.

Foi impossível não lembrar de duas pessoas que escrevem blogs dos quais sou fã e admirador. A Claudia do Aprendiz de Viajante e o Maurício do Trilhas e Aventuras.


Escrito por Vicente Zancan Frantz, o livro traz pensamentos, experiências, emoções e relatos em uma linguagem tranquila, que faz com que o leitor se sinta como uma pessoa próxima ao autor.

Brasileiro natural de Ijuí-RS, Vicente foi estudar em Londres onde também trabalhou e durante um ano pode conhecer outros países da Europa, no retorno ao Brasil, ainda passou por Jamaica, Cuba e Argentina. No livro é relatada essa fase de sua vida, com diversas histórias e reflexões.



No prólogo temos alguns pensamentos motivacionais para quem ainda tem dúvida em arriscar e fazer uma viagem desse tipo e descobrir o mundo, mas podem servir também para qualquer outro projeto em que várias pessoas ficam com medo de tocar em frente.

Um desses pensamentos, transporto para cá e divido com vocês: “Quantos de nós não desistem de seus sonhos porque não acreditam suficientemente neles, ou porque não têm garra para torná-los realidade…”

Após isso, segue uma introdução do autor, a motivação de escrever o livro e de como estão divididos os capítulos.




Aí chegamos ao relato de sua ida para Londres e a difícil adaptação. A distância e a saudades de casa, os trabalhos de madrugada e na véspera de natal.

Depois de passar por vários empregos e de até tocar saxofone para conseguir uma grana, as coisas foram melhorando. Mais familiarizado e com alguns conhecidos Vicente conseguiu emprego e moradia melhores e então começou suas andanças. A princípio em outras cidades da Inglaterra como Brighton, mas depois juntava dinheiro para ir também para outros países. Temos então relatos de viagem para a Alemanha, França, Portugal, Espanha, Itália, entre outros.

E finalmente no último terço do livro, Vicente está indo embora de Londres mas a viagem de volta é na verdade um mochilão de 49 dias por alguns países da Europa, depois Jamaica e Cuba na América Central, Argentina na América do Sul retornando enfim ao Rio Grande do Sul.


Um dos pontos que gostei bastante no livro foi o autor mesclar seu texto com relatos feitos em um blog criado na época de suas aventuras e também com poemas de autoria dele próprio.

No geral é um livro divertido, de leitura rápida e que me fez refletir muito sobre meus mochilões e os meus planos futuros. Se você curte cair na estrada e mochilar por esse mundão, recomendo a leitura!




Durante a leitura, outra pessoa da qual me lembrei foi o Michel do Rodando pelo Mundo, achei o jeito do autor bem parecido com o dele.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...