Turismo sustentávelEntramos no segundo semestre de 2012 e o #TurismoEmDebate continua com força total, nesse mês de julho o tema foi “Turismo Sustentável”.

O tema sustentabilidade está em pauta como pudemos ver no Rio +20, que muitos criticam mas tem o seu valor e será que esses que criticam fazem alguma coisa? Acho válido os líderes dos países pensarem e discutirem sobre o assunto.

É preciso ter consciência de que apenas de estarmos vivos e respirando já estamos causando impacto ambiental. Não vamos ser hipócritas e dizer que é preciso acabar com todo impacto e ser 100% sustentável, isso não existe principalmente ao viajar. O que precisamos fazer é diminuir o impacto que causamos.

Quero destacar aqui o que foi falado pela Vânia Albarracín do blog VPA Tour: “Não podemos esquecer que o Turismo Sustentável tem três pilares: SOCIO-CULTURAL, ECONÔMICO e AMBIENTAL”.

O Jodrian Freitas do blog Aventura Mango tem um ótimo post sobre os Princípios de Sustentabilidade.


Muitos ainda acham que o tema sustentável ainda é um modismo. Na verdade é mesmo, mas é um modismo bom, pois de um jeito ou de outro as empresas acabam se preocupando com o assunto. Só precisamos ficar de olho em empresas que se dizem sustentável para apenas cobrar preços acima do normal e com isso lucrarem ainda mais, só estão pensando em ganhar ainda mais dinheiro.

A maioria dos destinos não estão preparados para receber grande quantidade de turistas, o que acaba causando ainda mais impacto no meio ambiente local. É preciso ter leis que limitem o número de pessoas em determinados destinos e fiscalizar para que as empresas cumpram essas leis.


Durante o debate ficou claro que a questão de uma empresa (hospedagem, agências, guias…) praticar ou não o turismo sustentável ainda não é fator determinante na escolha. Como ainda existem poucas empresas com esse pensamento e pouco incentivo do governo os valores praticados geralmente acabam sendo maiores e isso ainda pesa mais na hora da nossa escolha.

Mas também é preciso dar valor aos destinos que são referência em turismo sustentável aqui no Brasil, esses são Foz do Iguaçu, Fernando de Noronha e Bonito.

cataratas do iguacu sa


Para que cresça essa prática no Brasil é essencial um estímulo maior do governo e claro os turistas se conscientizarem de que praticando o turismo sustentável as belezas naturais, culturais e históricas estarão aí para que nossos filhos, netos, bisnetos e todos os futuros mochileiros e viajantes possam conhecer.


Para finalizar o debate a pergunta foi voltada para cada um de nós, questionando sobre o que fazemos durante nossas viagens para preservar o meio ambiente.

A conclusão é que atitudes simples que cada um faça já colabora e muito para isso. Trazer de volta o lixo que produzimos nas praias e em trilhas, utilizar transporte coletivo e bikes, respeitar as regras dos locais e enfim deixar o local exatamente do mesmo jeito que encontrou, como disse o Jodrian Freitas. Veja como fazer um mochilão sustentável. E ainda bem lembrado pelo Fabio Lima do InTrip “Levar de lembranças apenas fotos e videos, sem tirar nada da natureza! E tentar deixar algo de bom pro povo local…‪”


O movimento Planeta Sustentável criou o Passaporte Verde, um guia para todos os viajantes. Vale a pena dar uma lida!

passaporte verde


Para fechar, é precisar lembrar que do ponto de vista do planeta Terra não existe “jogar fora”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...