hospedagem barata em nova yorkApós definir as datas e comprar as passagens para o #MochilaoEUA, era hora de reservar a hospedagem. Nova York era o principal foco desse mochilão e também a cidade com os preços mais altos para hospedagem, por isso precisávamos reservar o quanto antes.

Foram 10 noites em NY e depois de passar por outras cidades, mais 4 noites para nos despedirmos da Big Apple. A primeira opção era ficar hospedado em algum hostel, mas os valores acima de 100 reais por pessoa, por noite e em quarto compartilhado nos fez esperar e procurar um pouco mais.

Comecei a ver bastante coisas sobre um tal de AirBnB, uma explicação do Thiago no blog Rodei, um relato muito legal da experiência da Rapha Aretakis no blog Rapha no Mundo e muitas pessoas comentando sobre ele nas redes sociais.



Pesquisando no site, encontrei um anúncio melhor que o outro, mas como todos dizem: para hospedagem barata em Nova York, fuja da ilha de Manhattan. Você verá a seguir que é quase isso, então vamos às explicações e relatos.


O que é o AirBnB

AirBnB é um site onde você vai encontrar pessoas alugando casas, apartamentos, quartos ou até mesmo um sofá na sala. É uma evolução do couchsurfing, porém este é pago e tem opções para todos os gostos (e bolsos!).


Como funciona o AirBnB

Sabe aquele seu perfil nas redes sociais? Pois a primeira coisa a se fazer no site AirBnB é criar um perfil para você, não sendo este um perfil onde você vai ficar compartilhando piadas engraçadas (ou não), e sim um perfil para que você possa fazer as suas reservas e que faça com que seja aceito na casa que escolheu.

Ok, feito o perfil é hora de pesquisar! Você tem várias opções de pesquisas para encontrar a melhor hospedagem. Você vai reparar que os anfitriões possuem classificações e reviews de pessoas que já se hospedaram por lá, facilitando a sua escolha. Os anfitriões também realizam classificações e reviews dos hóspedes. Assim a rede se formou e vem ganhando bastante força.

Escolhido o local, você vai solicitar uma reserva para o anfitrião, que como dito anteriormente, pode aceitar ou declinar seu pedido para hospedar-se em sua casa. Sendo aceito, efetua-se o pagamento total que pode ser via paypal ou cartão de crédito internacional, com uma taxa do site que varia de 6 a 12% do valor da estadia.

Seu dinheiro não vai diretamente para o anfitrião, ele fica retido no AirBnB até 24 horas depois do início da sua reserva, ou seja, se você tiver algum problema nessas primeiras 24 horas, você pode cancelar e utilizar seu pagamento para outra estadia. Caso não haja reclamação aí sim o dinheiro vai para a conta do seu anfitrião. O site é bem seguro e fácil de usar.


Minha experiência com AirBnB

Atualização 04/02/2013: Infelizmente o apartamento em que ficamos não está mais disponível, mas no airbnb.com.br você pode encontrar muitos outros.

Agora, vamos a parte que realmente interessa! Utilizamos o AirBnB nas duas passagens por Nova York, na primeira, durante 10 dias, ficamos hospedados no apartamento de um casal no Harlem, com um quarto privativo.

A primeira experiência com AirBnB não poderia ter sido melhor. Alexis, Jonathan e o gatinho Ricky são ótimos anfitriões. Durante a reserva foram flexíveis quanto ao horário de check-in e estiveram sempre dispostos para tirar nossas dúvidas.

Já soubemos que tínhamos feito a melhor escolha ao chegar. Recebemos uma chave, conhecemos o apartamento e fomos recebidos com café fresquinho, uma pasta muito caprichada com detalhes sobre a vizinhança, dicas da cidade e alguns folders, sem contar os dois chocolates que foram especialmente colocados ao lado da nossa cama como uma forma de agradar dois viajantes cansados e famintos!


airbnb airbnb



O quarto, assim como todo o apartamento é ótimo! Ar condicionado, wi-fi free e cozinha equipada. Deu vontade ficar morando lá.

A localização também é muito boa, o prédio fica na 143rd e você encontra na vizinhança mercados, lojas, lavanderias, restaurantes, McDonalds, Subway e uma estação de metrô (Trem 1) a duas quadras de distância e outra estação (Trens A, B, C e D) a 4 quadras.

O Jonathan trabalha como sommelier e nos deu uma verdadeira aula sobre vinhos durante nossas conversas, enquanto a Alexis é fotógrafa free-lancer e um de seus hobbies é cozinhar, assim ela preparou algumas surpresas que encontramos ao acordar em alguns dias como torta de pera, cookies de blueberrys e por aí vai. Mas o melhor é que eles têm um “timing” perfeito nos dando privacidade quando precisávamos e interagindo quando também podíamos.

O valor da diária por pessoa, somando-se a taxa do AirBnB não chegou a 75 reais, praticamente de graça para uma hospedagem na ilha de Manhattan.

airbnb

airbnb

Se você pretende ir à Nova York e quer ter uma ótima experiência na cidade, recomendo fortemente o apartamento da Alexis e do Jonathan. Da próxima vez que voltar a cidade, com certeza ficarei hospedado lá.


Na nossa segunda passagem por Nova York ficamos hospedados durante 4 noites no Harlem, dessa vez na 129th no apartamento do Wayne, onde ele mora com a família.

Ficamos em um quarto privativo, que assim como o apartamento eram muito bons, apesar do banheiro e cozinha estarem um pouco sujos e a escada, de madeira, um pouco barulhenta.

Localizado a 4 quadras da estação de metrô para os trens 2 e 3, o apartamento fica próximo à mercados e lojas. As ruas são um pouco escuras, mas não inseguras.

Wayne e seu filho Malcolm são muito legais e nos recepcionaram muito bem.

O valor da diária com as taxas do AirBnB foi de aproximadamente 95 reais por pessoa.

Recomendo como segunda opção.

airbnb

airbnb


Adquira ingressos para as atrações de Nova York através do nosso parceiro
Ticket Bar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...