Imagine que você está em uma viagem por Curitiba e acaba pegando um dia chuvoso e preguiçoso.

Poxa e agora? Ficar no hotel moscando?

Nada disso, chama um táxi/uber/cabify e corre para o Café do Viajante!

Claro que essa situação foi criada para romantizar o post, mas o fato é que o Café do Viajante merece uma visita independentemente do clima ou do dia (menos na segunda-feira que o café não abre).

café em curitiba


Um kara que é apaixonado por viagem (Robson do Blog Um Viajante) e outro kara que vem de uma família que já possui uma longa experiência com a cultura do café (Diogo) se juntaram e criaram o melhor lugar para você passar uma tarde.

O Robson e o Diogo são super legais e se por acaso eles estiverem por lá quando vocês forem, vale a pena bater um papo com eles.

O café é todo decorado com a temática viajante, super agradável e acolhedor, daqueles lugares que você não quer ir embora. Tudo é muito bonito e cada detalhe foi pensado para mostrar algo, desde a fachada do café até os banheiros.

café do viajante - café em curitiba

café do viajante - café em curitiba

café do viajante - café em curitiba

café do viajante - café em curitiba

café do viajante - café em curitiba


E eles manjam dos paranauê dos cafés hein!

Para os cafés preparados no local, é utilizado um blend exclusivo que conta com os grãos Sertão (Minas Gerais), Braúna (também de Minas), e o Pilar (Paraná). Mas eles também contam com uma variedade de grãos tanto do Brasil quanto de fora e você pode escolher o seu preferido seja para o consumo no local ou levar para fazer em casa.


São disponibilizados 5 métodos de filtragem, inclusive alguns poucos conhecidos aqui no Brasil e você também pode optar pelo de sua preferência.

Chemex: Parecido com aquele que a nossa vó fazia, mas aqui o filtro de papel grosso é dobrado em forma de cone formando um “filtro triplo” deixando o café leve e sem resíduos.

French Press: Um método simples e mais conhecido por aqui, é utilizado um pistão para pressionar a água quente e o pó para assim obter o café.

Syphon: O mais dahora de todos os métodos, pura aula de física utilizando o princípio de transferência térmica e vácuo. Entendeu? Nem eu, mas é bem legal e gostoso!

Hario v60: Também muito parecido com o filtro tradicional, mas com alguns detalhes que fazem toda a diferença deixando a bebida bem limpa e maximizando algumas características.

Aeropress: Esse é um método diferente, mas também bastante simples. Utilizando a infusão, você determina o tempo e depois pressiona o êmbolo do equipamento passando o café pelo filtro direto para a xícara.


E pra quem não gosta ou não toma café, não tem problema!

Você encontra por lá deliciosas opções de chás, chocolates e doces.

café do viajante - café em curitiba

café do viajante - café em curitiba


Nós visitamos o Café do Viajante durante o Curitiblogando com tema Cerveja, porém nesse caso nem sentimos falta da bebida, pois o café também tem um lugar especial em nossos corações.

Para a nossa visita, o Jr. Caimi do Tip Trip levou alguns pães especiais que ele produz. Foi sucesso!

café do viajante - café em curitiba

café do viajante - café em curitiba


E quem completou a alegria dos blogueiros foi o pessoal do Moka Clube, um clube de assinaturas de cafés especiais (parceiro do Café do Viajante) que nos presenteou com uma amostra que está fazendo sucesso aqui em casa.


Então já sabe né, não deixe de tomar um café em Curitiba no Café do Viajante, recomendadíssimo!


Café do Viajante

Endereço: Rua Comendador Fontana, 229 – Centro Cívico, Curitiba
Horário: de terça a sexta das 12hs às 20hs. Sábado e domingo das 14hs às 20hs
Site oficial


rodapé curitiblogando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...